sábado, 14 de outubro de 2017

PELA REFORMA DO MUSEU DO IPIRANGA



   Enquanto o Estado patrocina com dinheiro público uma “arte’’ perversa e imoral o Museu do Ipiranga continua interditado há mais de quatro anos, nem se quer começou a ser reformado e tampouco conseguiram definir o projeto de restauração. A previsão de reabertura será somente para 2022.
   Durante o tempo que se aguarda as verbas e se define o projeto de uma reforma que se quer começaram o estado está financiando exposições artísticas que ferem a moral, a ética, os princípios cristãos e todos os demais valores e tradições que moldaram nossa civilização, tudo através do dinheiro público pago com nossos impostos. Dinheiro que poderia ser gasto com a manutenção do museu, ou então destinado outras áreas emergenciais como educação e saúde.
   Recentemente o Museu da Arte Moderna chamada (MAM) realizou uma “performance artística’’ chamada “La Bête” e gerou polêmicas nas alas mais conservadoras da sociedade, uma performance na qual crianças interagiram e foram incentivadas a tocar em um homem completamente nu.


   É evidente e claro que existem CRIANÇAS expostas a nudez de um homem adulto, uma completa irresponsabilidade dos pais, do museu, dos artistas e organizadores da exposição com a moral e a arte, no qual os mesmos não possuem compromisso.
   A exposição foi financiada pelo Itaú com o dinheiro dos pagadores de impostos através da Lei Rouanet e estimasse que foram gastos cerca de R$ 970.000.00 para patrocinar a exposição. 
   No final das contas, esta é apenas uma das muitas “exposições artísticas” do tipo que o governo do estado de São Paulo financia.
   Contudo, esta não é apenas uma realidade do estado de São Paulo, mas também do estado Rio Grande do Sul com o “Queermuseu” e do Estado Minas Gerais com “Faça você mesmo sua Capela Sistina”. As exposições, em síntese, blasfemam símbolos religiosos do cristianismo, mostram cenas de pedofilia, zoofilia e demais formas de erotismo explicito, que não possuem quaisquer classificações indicativas e são locais propícios de excursões escolares.
   Enquanto é patrocinada através da Lei Rouanet uma arte imoral, perversa e que atenta contra os valores do povo brasileiro, o maior museu de história do Brasil – o Museu do Ipiranga – símbolo da cidade de São Paulo e da história da pátria está sobre ruínas com infiltrações, rachaduras, mofos e com risco de desabamento.
   É preciso recuperar a moral de nossa pátria, defender as nossas tradições, livrar nossas crianças de abominações artísticas pós-modernas, resgatar o sentimento de patriotismo entre todos os brasileiros, pressionar as autoridades públicas a colocarem novamente sobre funcionamento o Museu do Ipiranga – o museu com maior e mais verdadeiro patrimônio histórico, artístico e cultural do Brasil.
   Se você possui filhos, netos, sobrinhos, primos ou qualquer contato com crianças denuncie o que está ocorrendo aos mais próximos, avise seus amigos e familiares sobre a situação caótica, imoral e perversa em que se encontra arte nacional.


AJUDE-NOS ASSINANDO NOSSO ABAIXO ASSINADO PELA ACELARAÇÃO DA REFORMA DO MUSEU DO IPIRANGA: CLIQUE AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário